top of page
Buscar
  • Foto do escritorDenizard Dennis

A importância da segurança no ambiente de trabalho.



A segurança no local de trabalho tornou-se uma das principais prioridades das organizações em todo o mundo. Como os locais de trabalho seguros também são produtivos, os empregadores estão tentando encontrar novas maneiras de manter seus funcionários no escritório e remotos, seguros e saudáveis.

Neste post, abordaremos a importância da segurança no local de trabalho, bem como algumas das melhores práticas para garantir ambientes de trabalho seguros, incluindo comunicações de segurança no local de trabalho.


Segurança do Trabalho Definida

A segurança dos trabalhadores (também conhecida como segurança do trabalhador e saúde e segurança ocupacional) refere-se ao fornecimento de um ambiente de trabalho seguro, equipamentos seguros, políticas e procedimentos para garantir a saúde e a segurança dos trabalhadores.

Em 2020, a segurança no local de trabalho tornou-se uma das principais preocupações de muitos empregadores. Não apenas a pandemia do COVID-19 está resultando em mais doenças, mas o surgimento de trabalho remoto e locais de trabalho dispersos estão dificultando o acesso dos empregadores aos funcionários da linha de frente remotamente.

Embora as organizações tenham a obrigação moral de garantir condições de trabalho seguras, locais de trabalho inseguros também podem ter sérias consequências legais e financeiras para os empregadores.

Vamos agora mergulhar mais fundo na importância da segurança no local de trabalho.


Retenção de funcionários

Os funcionários buscam por um ambiente de trabalho seguro, como um sinal de que o seu empregador se preocupa com sua integridade física e mental. Os funcionários ao se sentirem seguros tendem a ser mais leais e permanecer por mais tempo na empresa.

Em contrapartida, os funcionários que passaram por situação de estresse e insegurança, são muito mais propensos a buscar um outro empregador.


Finanças da empresa

Uma empresa pode ter sérios problemas financeiros se um funcionário se machucar no trabalho ou sofrer algum dano emocional ou físico nas dependências da empresa. A Lei exige que todos os empregadores sigam diretrizes específicas na criação de locais de trabalho seguros. Não seguir as regras e diretrizes pode levar a sérios prejuízos legais e financeiros.


Produtividade dos funcionários

Os funcionários que se sentem seguros em seus ambientes de trabalho também são mais produtivos do que aqueles que sofreram com situações de estresse ou sofreram lesões no passado e, portanto, desenvolveram um certo nível de ansiedade e medo.

A eliminação dos riscos no local de trabalho permite que os funcionários permaneçam investidos em seu trabalho e façam o melhor possível.


Reputação da empresa e “Employer Branding”

As empresas que não investem em segurança no local de trabalho desenvolvem rapidamente uma reputação de empregador inseguro, o que tem um grande impacto na marca do empregador e nos esforços de atração de talentos. Além disso, os clientes da empresa, concorrentes e o público em geral geralmente percebem essas empresas como não profissionais.

Como consequência, menos funcionários se candidatam a empregos e os trabalhadores mais qualificados geralmente procuram empregos em outros lugares.


Melhores Práticas de Segurança no Trabalho

Organizações com funcionários expostos a alguma situação de insegurança geralmente têm estratégias de segurança no local de trabalho estruturadas e bem projetadas. Como estão cientes das consequências de negligenciar a segurança no local de trabalho, eles entendem que ter um bom plano pode melhorar significativamente a saúde, a segurança e o bem-estar dos funcionários.

Vamos agora dar uma olhada em algumas práticas recomendadas para garantir condições de trabalho seguras.


1. Identifique todos os riscos de segurança no local de trabalho

Antes mesmo de começar a construir seu plano de segurança no local de trabalho, é importante definir e entender todas as fontes potenciais de perigo no local de trabalho.

Identificar esses riscos e problemas de segurança é o primeiro passo para proteger os funcionários no local de trabalho. Alguns dos riscos mais comuns geralmente incluem ergonomia, produtos químicos perigosos, problemas mecânicos, poluição sonora, visibilidade restrita, perigos de queda e riscos relacionados ao clima e o controle da segurança na empresa em geral.


2. Defina políticas de segurança e lembre os funcionários de segui-las

Depois de identificar todos os possíveis riscos no local de trabalho, o próximo passo é definir as políticas e procedimentos de segurança. Muitas organizações têm manuais de segurança que os funcionários podem usar como referência sempre que tiverem dúvidas.

No entanto, não basta criar esses materiais se seus funcionários não os consumirem e os seguirem. É trabalho dos empregadores lembrar continuamente aos funcionários a importância de seguir as diretrizes de segurança. Além disso, os funcionários são obrigados a cumprir os padrões, regras e regulamentos estabelecidos pelo empregador.


3. Manter os colaboradores alinhados para fomentar a cultura de segurança

Suponha que você esteja tentando construir um local de trabalho centrado no funcionário, garantir uma experiência positiva do funcionário e promover uma cultura de segurança. Nesse caso, todos os seus funcionários, incluindo líderes e gerentes, precisam estar alinhados.

Aqui, os empregadores muitas vezes negligenciam a importância de comunicações abertas e transparentes no local de trabalho.

Além de ter um plano claro e treinamentos de segurança, as organizações precisam encontrar maneiras de incorporar novos comportamentos de funcionários, fornecendo histórias de segurança inspiradoras, comunicando novos programas de segurança e compartilhando os sucessos da empresa.


4. Construa um plano de comunicação de segurança

Muitas organizações estão agora implementando comunicações de segurança como um valor central da empresa. Esse foco em um local de trabalho centrado na segurança melhora não apenas o moral dos funcionários, mas também o resultado.

Para construir uma forte cultura de segurança no local de trabalho, as organizações precisam construir planos de comunicação de segurança. Em outras palavras, sua estratégia de segurança no local de trabalho será tão bem-sucedida quanto você conseguir comunicá-la adequadamente.

O plano de comunicação de segurança deve consistir em um conjunto de materiais, atualizações importantes da empresa, mensagens e outras campanhas internas que precisam ser comunicadas aos funcionários certos no momento certo.

Além da pontualidade, a criação de conteúdo envolvente e relevante é crucial aqui. Ao criar seu plano de comunicações de segurança, sempre se faça estas perguntas:


- Quais são as principais mensagens que queremos comunicar?

- Quais são as atualizações de segurança importantes a serem compartilhadas com os funcionários?

- Como e onde a documentação importante deve ser armazenada e compartilhada com os funcionários?

- Quais funcionários devem ser alcançados?

- Como vamos segmentar o público interno para garantir que o funcionário certo receba a mensagem certa no momento certo?

- Que tipo de conteúdo devemos distribuir para garantir um alto engajamento?

- Quais canais de comunicação devemos usar para distribuir as mensagens?

- Como reconheceremos aqueles que seguem as diretrizes para garantir melhor conformidade entre os demais funcionários?

- Como mediremos o impacto de nossas campanhas de comunicação?


Um fator muito importante a ser levado em conta é fazer com que esta comunicação seja recebida e compreendida tanto pelos funcionários da empresa quanto pela força de trabalho terceirizada.


5. Envolva a liderança e incentive a participação dos funcionários

A criação de ambientes de trabalho seguros começa no topo. Sem a adesão da liderança, é impossível amplificar as mensagens de segurança e incentivar os funcionários a segui-las.

A liderança sênior deve definir o padrão de comunicação, proporcionando um ambiente aberto e transparente. Esses ambientes facilitam e impulsionam discussões que permitem que os funcionários ofereçam sugestões, relatem preocupações e se sintam capacitados para contribuir com os programas de segurança no local de trabalho.


6. Designar um representante de saúde e segurança

Como alguns funcionários relutam em compartilhar seus problemas de segurança com seus gerentes diretos, algumas organizações nomeiam representantes de saúde e segurança.

Ao fazer isso, os funcionários podem discutir suas preocupações com confiança e discrição com os representantes que atuam como intermediários de confiança entre gerentes e funcionários.

No entanto, os empregadores são responsáveis ​​por permitir que esses representantes estejam sempre conectados com os funcionários e garantir que eles possam entrar em contato com eles em tempo hábil. Porém, muitas empresas ainda não têm acesso à tecnologia certa que lhes permite fazê-lo.


7. Construa confiança e seja consistente

A promoção de um ambiente de trabalho centrado na segurança começa com a construção de confiança no local de trabalho. Os trabalhadores devem poder confiar que a prioridade número um de seus líderes é manter seus funcionários seguros.

Esse tipo de comportamento do funcionário acontece com o tempo, e uma transição bem-sucedida para uma cultura de local de trabalho centrada no funcionário leva tempo para ser construída. Uma comunicação honesta, consistente e transparente no local de trabalho, bem como check-ins constantes com os funcionários, são a chave.


8. Incentivar o engajamento e a participação dos funcionários

A Pesquisa de Cultura de Segurança administrada a centenas de organizações pela Safety Performance Solutions Inc. (SPS) indicou que 90% dos entrevistados acreditam que os funcionários devem alertar os outros quando estiverem operando em risco. No entanto, apenas 60% dizem que realmente fornecem esse feedback crítico.

De fato, 74% dos entrevistados (da Pesquisa de Cultura de Segurança da SPS) confirmam que aceitam as observações dos colegas para receber feedback relacionado à segurança. No entanto, apenas 28% acreditam que outros funcionários se sentem da mesma forma.

Incentivar o engajamento dos funcionários, feedback ascendente, conformidade e participação são pré-requisitos essenciais para promover e desenvolver uma cultura de segurança positiva em seu local de trabalho. Em vez de deixar seus funcionários de fora e apenas fornece diretrizes de segurança de mão única, considere envolver seus funcionários para participar diretamente na formação de um ambiente de trabalho mais seguro e livre de riscos.


O Grupo Perfect há 29 anos elabora e implanta soluções completas em segurança patrimonial, analisando individualmente as necessidades de cada cliente, otimizando processos e custos.

Seja você gestor de pequena, média ou grande empresa, você pode contar com os especialistas do Grupo Perfect para planejar o escopo de segurança que melhor se adeque ao seu negócio.

Comments


bottom of page